Ela Não Está Disponível



Há vários critérios, vários requisitos que nos levam a querer iniciar um relacionamento com alguém. Talvez o primeiro que algumas pessoas citem seja a afinidade (é questão de afinidade, Bial!), ou talvez a beleza física dela – apesar de saber que apenas beleza não segura relacionamento. Mas, mais do que isso, levamos em conta uma série de fatores, nem sempre de forma totalmente consciente, antes de assumir para nós mesmos que estamos realmente afim de alguém e que queremos ter algo sério com ela: a forma como ela enxerga o mundo, como enfrenta problemas, como lida com a própria família, como trata os que tem situação financeira inferior, o que pensa do futuro, o que faz da vida, a forma como se arruma, como se veste, como vê as coisas pequenas da vida, como lida com as crianças, como se relaciona com as amigas e uma série de coisas que nem tem como citar aqui, de tão variadas que podem ser. Levamos tudo isso em conta antes de assumir: eu estou afim dela e quero – ou gostaria de – tentar algo mais que uma amizade.

Mas há um outro critério importantíssimo, mais do que todos os já citados, que deveria ser levado em conta - e muitas vezes nem nos importamos - antes de nos permitir interessar por alguém: 

Ela precisa estar disponível. 

Parece óbvio, mas é isso. 

Não, garoto, não adianta nada você jogar toda sua simpatia, todo seu poder de convencimento, todo seu sex appeal, todas as dicas que você leu naquele blog para homens ou nas reportagens da Revista VIP, não adianta exibir seu carro importado, seu cabelo liso jogado de lado nem seu queixo quadrado, não adianta usar seu relógio Rolex, ostentar sua cobertura em Copacabana, não adianta tentar aplicar os conselhos da sua psicóloga ou sua personal sex (sério que tem gente que paga pra isso?!), muito menos tentar imitar o ator do comercial de desodorante se ela não estiver disponível. 

Estar disponível ou não é mais do que estar em um relacionamento. É assumir uma postura na vida. Quando estão felizes em um relacionamento, as mulheres literalmente “saem da prateleira”, viram produto fora de linha, mercadoria já comprada (não entendam a comparação com “mercadoria” com tratar a mulher como objeto, por favor!). Quando se sente segura com alguém, uma mulher deixa de estar disponível. Isso significa que ela não está procurando ninguém, ela já vestiu a camisa da monogamia - é por isso que elas costumam sofrer tanto quando relacionamentos acabam. E, se ela não está disponível, ela não vai reagir positivamente ao seu flerte, nem à sua beleza, nem à sua simpatia. No máximo ela vai te tratar como um amigo legal, como o cara bonitão do trabalho ou como o chato que não para de dar em cima. Claro, isso também depende de várias variáveis, como o grau de satisfação dela com o relacionamento atual ou – por que não? – o caráter e os valores pessoais dela, que a impediriam ou não de trair o parceiro atual. Mas, via de regra, uma mulher que já está em um relacionamento simplesmente para de procurar, fecha a porta, tira a placa da fachada. Ela simplesmente fica indisponível. 

E como reagir quando você está a fim de uma garota indisponível? Quais as dicas para o sucesso na conquista? Como trazer de volta ao mercado uma garota que não está mais no catálogo? Continua tentando? Torce para o relacionamento atual acabar? 

Não. Não há dicas nem truques. Simplesmente esquece e parte pra outra. 

Acredite, cara: se ela está feliz no relacionamento, ela nunca vai ver como você é melhor, mais gentil ou mais bonito que o parceiro atual dela, mesmo que tudo isso seja verdade. Por mais que você pense como vocês dois dão certo, ou como ela é tão linda, sensual e delicada, ela não vai querer nada com você. Qualquer esperança que você alimentar será vazia e irá te trazer frustração. Ela não vai “achar” você, pois ela não está procurando ninguém. Conselho de parça: não confunda simpatia com “estar afim”, nem o fato de ela reclamar do relacionamento atual com estar disponível para você. Não leve a sério o que ela reclamar sobre o relacionamento quando estiver na TPM – namorados e maridos são o alvo número 1 de mulheres na TPM. 

Resumindo: nunca se permita apaixonar por uma garota comprometida. Insistir num sentimento desses é dar murro em ponta de faca, tentar tirar água de pedra, esperar chuva no deserto. Repita para você mesmo, como um mantra: ela não está disponível, e não está afim de você.

Acredite: por mais que pareça, ela não é a única menina ao mesmo tempo linda e simpática do mundo. Em algum lugar desse país – ou do mundo, vai saber - deverá haver outra garota tão legal como ela e disponível. Valorize-se mais a ponto de saber que você ainda vai despertar o interesse de outra que estará procurando alguém como você. E, se ela não está disponível, esteja disponível você. Vá à busca. Cuide do seu visual. Reveja posturas pessoais suas. Abra a cabeça. Conheça gente. Faça um curso novo. Mude o corte de cabelo. Frequente uma religião. Aumente sua bagagem de vida. Nessas horas aquele conselho cafona de página pré-adolescente do Tumblr vale ser lembrado: não corra atrás de uma borboleta, ela pousará nos seus ombros quando você menos esperar. Uma hora vai dar certo e você vai encontrar aquela garota que vai fazer você parar de procurar.

E principalmente: uma que esteja disponível.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre amigo X colega

Eu prometo

Igual a Todo Mundo