Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Ensaio da vida

Imagem
Vamos começar o ensaio, pessoal. Antes prestem atenção nas orientações:
A peça que vamos representar vai mostrar um mundo perfeito, onde tudo na vida dá certo, OK? Essa peça vai mostrar pessoas bem sucedidas. Vamos mostrar que a sorte está do lado de todas as pessoas, e que o talento é a única coisa a se levar em conta na hora do sucesso. Ah, tem que mostrar também que o dinheiro não é necessário, viu, gente? Vamos mostrar todo mundo com contas bancárias recheadas mas dizendo que dinheiro não é importante e não trás felicidade. Alguns de vocês vão falar bem dos pobres. Vão dizer que o Brasil precisa ajudar os mais necessitados, que tem gente morrendo de fome, mas depois que vocês falarem isso vocês viram as costas e saem do cenário, tá?
Todos vocês serão pessoas felizes e contentes com tudo. Temos que mostrar gente sempre cantando, dançando muito e bebendo até cair. Isso mostra que está tudo bem.
Na nossa peça não haverá pessoas decepcionadas, nem gente frustrada.
Nessa peça que vamo…

Sobreviver em Tempos de Guerra

Imagem
Todos nós temos nosso tempo de guerra. Não a guerra propriamente dita, com armas, mortes, prisões, tumulto, mas uma guerra silenciosa, imperceptível aos olhos dos outros, que acontece no maior campo de batalha do mundo: nosso psicológico. Todos nós travamos batalhas internas intensas, sangrentas mas sem sangue, contra nosso maior inimigo: nós mesmos. Ou talvez não. Nosso maior inimigo não somos nós mesmos. Nosso psicológico, sim, é nosso maior inimigo, às vezes mortal. O psiquê, nosso interior, é um campo de batalha que pode ser comparado aos maiores palcos de guerra já vistos na história da humanidade. E arriscaria dizer que nossas guerras internas são ainda mais crueis do que as grandes guerras mundiais, pois se essas chamam a atenção do mundo, que faz de um tudo para encerrá-las, nossas batalhas psicológicas são imperceptíveis aos outros, que nem sempre as entendem quando resolvemos falar o que se passa conosco. Todos nós alternamos na vida momentos de paz e momentos de guerra E n…