O que é liberdade?



Digamos que você está num programa de entrevistas, como o da Marília Gabriela, por exemplo, e ela lhe faça aquelas perguntas estilo “jogo rápido” antes dos comerciais, e uma das pergunta seja: “o que é liberdade?”. Você responde com um sorriso no rosto imaginando que a resposta seja fácil demais: “liberdade é fazer o que quiser, sem precisar dar satisfações a ninguém”. Ela sorri, gosta da resposta, e chama o intervalo comercial. 

Mas será que essa liberdade existe? 

Se você trabalha você deve satisfações ao seu coordenador, supervisor, etc. Se “fizer o que quiser” na empresa você simplesmente será convidado a integrar o time dos que recebem seguro-desemprego. 

Se você é casado você deve satisfações ao marido / esposa, se é que deseja ter um relacionamento saudável. Se “fizer o que quiser” ganhará um divórcio, as vezes litigioso e demorado. 

Se você é adolescente deve satisfações aos seus pais, que ainda respondem pelas bobagens que você fizer. Se “fizer o que quiser” pode perder a internet, a mesada e, dependendo dos pais que tiver, ainda ganhará umas boas bofetadas. 

Se você estuda deve satisfações aos seus professores, diretores, coordenadores. Se “fizer o que quiser” na escola simplesmente perderá o ano, isso se não for convidado a procurar outro local para estudar. 

E independentemente de qualquer uma das variáveis acima, você deve muitas satisfações àquele jovem esbelto, atraente para alguns, repugnante para outros, mas forte o suficiente para te imobilizar, tirar tudo o que é seu e te deixar sem nada, se ele quiser. Sabe quem é, né, aquele rapaz chamado Governo. Se “fizer o que quiser” com o Governo… Bom, nem precisa dizer o que acontece, né? 

Viu como é complicado falar em liberdade? 

Ninguém é totalmente livre no sentido de “fazer o que quiser”. Sempre temos que dar satisfação a alguém. Por menos obrigações que uma pessoa tenha na vida, em algum momento do dia ela deve explicações a alguém sobre alguma coisa, por menor que seja. 

Então como se sentir livre mesmo em meio a um mundo onde sempre haverá alguém esperando uma resposta sua? 

Liberdade é mais do que só fazer o que quiser. Liberdade é sentir-se livre, mesmo em meio a um mundo de obrigações e tarefas chatíssimas a se concluir no dia a dia. 

Liberdade é sentir-se livre emocionalmente. É amar, é querer bem, mas não depender de alguém para se sentir bem. Liberdade é a maturidade de saber que você continuará bem e inteiro, estando aquela pessoa ao seu lado ou não. 

Liberdade é saber que nem sempre se consegue agradar Montecchios e Capuletos e mesmo assim se sentir à vontade para seguir em frente num projeto, ainda que alguém discorde. 

Liberdade não é um estado físico ou uma situação. Liberdade é um sentimento, um estado de espírito. É possível ser livre, mesmo não estando livre. Existem muitos livres em cadeiras de rodas e muitos aprisionados com as pernas perfeitas. Muitos livres sem religião e muitos aprisionados pela fé. Muitos livres nos hospitais em estado terminal, e muitos aprisionados gozando de ótima saúde pelas ruas. 

Liberdade é ter a mente leve e aberta. Ser livre é não se deixar dominar pelo medo ou pela culpa. Ser livre é estar pronto para a novidade. 

Liberdade é aceitar-se como é, com seu passado complicado, suas manias, medos e estranhezas. Ser livre é “tirar a máscara que cobre o seu rosto”, é ser você, “mesmo que seja estranho ou bizarro”, como diz a música. 

Liberdade é não depender da aprovação de outros para se sentir bem. É fazer coisas para si mesmo, se presentear, se elogiar, alimentar o ego. É querer-se bem antes que os outros queiram. 

Parafraseando a mestra Clarice Lispector, liberdade é “palavra doida, repetida aos montes por aí”. É difícil de entender, mas fácil de viver. 

Liberdade é mais do que ser livre, é sentir-se livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar, acrescentar ou discordar de algo. Mas lembre-se que que escrevo aqui reflete apenas a MINHA opinião, e essa opinião pode nem sempre ser a mais ideal.

Caso tenha dificuldade de escrever por aqui (o Blogger sempre gosta de dificultar as coisas) envie email para weslleytalaveira@blognovasideias.com