Cat Power: uma cantora para ser "percebida"



Outro dia me disseram que Cat Power é uma cantora "bonita, mas muito, muito chata", porque "as músicas dela dão sono, são monótonas".

Sim, as músicas dela são tudo isso, mesmo.

Se ao ouvir Cat Power você estiver esperando músicas agitadas que te façam "tirar os pés do chão" você irá se decepcionar. Não, Cat Power não é uma cantora para se ouvir no carro enquanto dirige nem para balançar em casa quando se está sem fazer nada. Cat Power não tem músicas animadas. As músicas são lentas. Bem lentas. Com poucos instrumentos, geralmente uma guitarra e ou piano / teclado - as vezes uma bateria marca os tempos, apenas. É, pra quem não curte esse estilo de música Cat Power é monótona.

As as músicas dela são muito mais do que músicas pra ouvir. São musicas pra sentir. Se deve sentir cada nota, cada acorde. Ao ouvir uma música dela, você se sente sentado num banquinho ao lado dela enquanto ela tira notas do piano. Quem ouve Cat Power se sente amigo íntimo dela, desses que acompanham a música desde o comecinho. Isso porque as músicas dela tem cara de música que ainda está sendo construída.

Cat Power é cantora pra se acompanhar com calma. É como saborear um bom vinho: você sente cada nota, percebe o sabor. Cat Power não é pra ser ouvida, é pra ser sentida, percebida.

Poucas cantoras tem essa capacidade de fazer músicas para serem sentidas. Cat Power é uma delas.

Valeu, André @andresantos_mg

Na homenagem que recebi dos meu amigos na semana passada no Blog Novas Ideias, as meninas que organizaram o post não tiveram tempo de incluir a mensagem do grande André Santos, que faço questão de destacar aqui:


"Ao que consta, é aniversário do Wesley. Logo, é data a ser comemorada todo ano, correto? Não.
Eu discordo. Pra mim, deveria ser data a comemorar-se o menos possível. Eu explico.
Wesley é um garoto, ainda (e eu certamente posso chamar a maioria das pessoas de garotos e garotas, dada minha data de nascimento avançada). Entretanto, é um garoto desses que me faz pensar que o mundo ainda pode ser um lugar melhor, porque ele luta pra isso. Ele gosta de fazer a diferença positiva, e se aplica em fazer parte das soluções. Isso é algo que eu sinceramente valorizo muito.

Esse entusiasmo do Wesley é algo de que esse mundo precisa. Nos fazem falta mais pessoas que questionem, debatam, busquem alternativas e que queiram estar na linha de frente de quem faz o seu melhor. Esse jovem cujas boas e novas ideias estão aí fazendo uma cidade melhor, um mundo melhor - e porque não dizer, pessoas melhores - e mais humano, é um bom motivo pra acreditar que desde nossa rua até nosso país ainda tem solução, ainda tem esperança. Seu entusiasmo, sua força de vontade e sua dedicação são notáveis qualidades que eu fico muito feliz em ver na juventude atual. Logo, quando eu vejo assim um jovem tão positivo pra todos nós, logo imagino que ele não deveria continuar fazendo aniversários. O tempo não deveria passar pra pessoas assim, pra que eles estejam sempre entre nós! Ou no máximo, comemorar o mesmo aniversário outra vez no ano que vem!

Que ele seja muito feliz, continue sempre brilhante e talentoso, que mantenha sempre viva essa chama de entusiasmo e energia que ele traz consigo. Feliz aniversário, meu caro Wesley!"


Valeu, André. Num mundo onde tudo nos leva a querer desistir e viver na mediocridade, suas palavras me vieram como um ótimo incentivo. Grande abraço, amigo!